O Ménage a tròis, threesome ou simplesmente “sexo a três” é uma das fantasias mais comuns, de acordo com um estudo realizado no ano de 2015. Neste estudo, feito nos Estados Unidos, participaram 2.000 adultos com idade superior a 18 anos.

Nele, um a cada sete dos entrevistados afirmam já ter participado de uma experiência de ménage em algum momento da vida. Entre estes, mais homens que mulheres. O mesmo estudo descobriu que um a cada cinco pessoas fantasiavam com o sexo a três.

O que os estudos não tratam e é uma parte frequentemente negligenciada quando falamos sobre sexo à três: o combinado. O que será acordado entre as partes envolvidas? Quem são essas partes (há um unicórnio na relação de um casal)? E qual será a dinâmica durante o sexo – e depois dele?

Há inúmeros pontos positivos e negativos ao se pensar em um “combinado”, mas essa parte do sexo a três deve ser considerada e conversada antes que ele aconteça. Por isso, atente-se as dicas para a sua primeira (ou próxima) experiência:

Vamos começar pelo fundamental: Consentimento

Como em qualquer outra relação sexual, deve haver, primeiro, o consentimento. E quando falamos sobre um ménage consensual, vamos um pouco além: todos os envolvidos precisam desejar fazer parte da dinâmica a três.

Para um casal, por exemplo, o ato de adicionar um terceiro a relação não pode ser feito por uma das partes se sentir pressionada a isso; nem para realizar o desejo do seu parceiro quando não se está confortável com a ideia.

Sendo da vontade de todos os envolvidos, anote as dicas abaixo para estabelecer um “combinado” onde todos consigam tirar o máximo proveito da experiência e ninguém saía dela magoado:

1. Tenha confiança em seu relacionamento

Se você fantasia com sexo a três em uma relação e está considerando colocar a sua fantasia em prática, converse com o seu parceiro. É importante abordar o assunto com delicadeza para que ninguém se sinta mal, mas, mais que isso, ter segurança em sua relação.

Afinal, você conhece o seu relacionamento melhor que qualquer outra pessoa. Se você ou o seu parceiro estão lidando com questões de ciúme, por exemplo, talvez não seja o melhor momento para discutir a possibilidade de trazer uma terceira pessoa.

Tenha em mente que conversas abertas e honestas sobre o relacionamento, sobre desejos e fantasias, é imprescindível para um casal, especialmente na hora de navegar sobre o aparentemente inofensivo território do sexo a três.

2. Defina antes o que “pode” e o que “não pode”

Se você for fazer um ménage com o seu parceiro e outra pessoa, com dois amigos ou se você é o unicórnio de outro casal, é importante que os limites sejam estabelecidos com antecedência e respeitados durante o ménage.

Já falamos, mas não custa enfatizar: a comunicação é fundamental. Quando se tem um parceiro, obviamente, mas também quando se está solteiro e deseja fazer parte de uma experiência com duas outras pessoas. 

Esse momento de definição é, na verdade, a hora que são colocadas as expectativas e definidos os limites. Não há problema algum falar sobre o que o deixará desconfortável. O objetivo desse tipo de conversa é que todos possam entrar na experiência com um caminho claro para a satisfação sexual. 

Por isso, certifique-se de que estão todos na mesma “página” e aproveite, pois a sua experiência certamente será muito melhor!

Conversa sobre sexo seguro

Antes de chegarmos à experiência, existe um outro ponto que precisa ser discutido: qual tipo de proteção vocês usarão? Não importa o que será decidido, mas que todos estejam de acordo e se sintam seguros e confortáveis.

3. Saiba lidar com a recusa

É sempre bom lembrar da importância de saber rejeitar ou ser recusado por alguém. Se você propôs à experiência a alguém que a recusou, não se sinta chateado ou envergonhado. Continue buscando, pois o seu unicórnio está por aí!

Abordamos esse ponto porque é sempre bom lembrar que algumas pessoas não estão interessadas em fazer parte de um “trio”. O mesmo vale caso receba a proposta: se você não está interessado, recuse educadamente; não seja grosseiro ou crítico (a menos que a abordagem seja desrespeitosa).

Tenha bom senso

Propor um ménage a um antigo parceiro pode ser apropriado em alguns casos (após um relacionamento saudável, com questões bem resolvidas e sem dor após o rompimento).

Porém, se o antigo relacionamento terminou mal e vocês não estabeleceram nenhum tipo de contato após o rompimento, essa pessoa não é, evidentemente, uma opção na hora de propor um ménage. Essa atitude pode ser cruel, além de humilhante para o outro.

Crie um ambiente durante o ménage onde todos se sintam incluídos

Uma das partes mais complicadas do sexo a três é fazer com que todos se sintam igualmente envolvidos. A dica é definir que qualquer pessoa possa participar da dinâmica a qualquer momento, da forma como preferir:

Se você desejar sentar e assistir, ótimo. Mas se estiver se sentindo deixado de lado ou ignorado na relação, não será tão legal assim. Por isso, certifique-se de dar toda atenção aos envolvidos e a cobrar por atenção, caso se sinta negligenciado.

Não seja egoísta, nem leviano

Se você fantasia com o ménage, propõe ao seu parceiro e ele concorda em participar, saiba que, apesar de ser a sua ideia, a experiência não será só “sobre você”. 

Jamais ignore o seu parceiro. Faça disso uma experiência compartilhada e trate bem, também, ao “unicórnio” (a terceira pessoa). Não faça com que esse indivíduo ou com que o seu parceiro se sintam descartáveis; não os trate apenas como parte da sua fantasia. Essa deve ser uma experiência divertida e agradável para todos os envolvidos. 

Caso você esteja procurando o sexo a três com alguém que desapareça e nunca mais tenha contato com você ou seu parceiro, contratar um profissional do sexo pode ser a melhor alternativa.

Os cuidados posteriores

Vamos voltar a esse ponto e explicá-lo um pouco melhor: Quando se trata do sexo a três, o “pós-tratamento” é uma obrigação. A terceira pessoa não merece ser tratada como algo descartável, que serviu as suas funções e pode ir embora.

Trate-a com carinho. Você não precisa necessariamente manter contato com o seu unicórnio após o ménage, e, caso opte por fazê-lo, seja aberto com o seu parceiro. Certifique-se de compartilhar que está havendo uma comunicação ou mesmo quais são os tipos de mensagens que estão trocando.

Afinal, não somente o unicórnio deve se sentir bem após o acontecimento, o seu parceiro também. Depois dessa experiência, lembre-o que vocês passaram por algo juntos e exploraram um novo território. 

Com as pessoas certas, no momento certo, o sexo a três pode se tornar um momento inesquecível e que, definitivamente, vale a pena tornar realidade. Mas lembre-se sempre de ser sensível e gentil com todos os envolvidos. Estipular limites e cumprir com combinados são imprescindíveis quando se trata do sexo a três.